segunda-feira, 28 de maio de 2018

Atividade sobre a música "Inclassificáveis", de Arnaldo Antunes


Inclassificáveis

Que preto, que branco, que índio o quê? 
Que branco, que índio, que preto o quê? 
Que índio, que preto, que branco o quê? 

Que preto branco índio o quê?
Branco índio preto o quê?
Índio preto brando o quê? 

Aqui somos mestiços mulatos
Cafuzos pardos mamelucos sararás
Crilouros guaranisseis e judárabes

Orientupis orientupis
Ameriquítalos luso nipo caboclos
Orientupis orientupis
Iberibárbaros indo ciganagôs

Somos o que somos
Inclassificáveis

Não tem um, tem dois
Não tem dois, tem três
Não tem lei, tem leis
Não tem vez, tem vezes
Não tem deus, tem deuses

Não há sol a sós

Aqui somos mestiços mulatos
Cafuzos pardos tapuias tupinamboclos
Americarataís yorubárbaros

Somos o que somos
Inclassificáveis

Que preto, que branco, que índio o quê? 
Que branco, que índio, que preto o quê? 
Que índio, que preto, que branco o quê? 

Não tem um, tem dois
Não tem dois, tem três
Não tem lei, tem leis
Não tem vez, tem vezes
Não tem deus, tem deuses
Não tem cor, tem cores
Não há sol a sós

Egipciganos tupinamboclos
Yorubárbaros carataís
Caribocarijós orientapuias
Mamemulatos tropicaburés
Chibarrosados mesticigenados
Oxigenados debaixo do sol

(Arnaldo Antunes)

01) Justifique o título dado à canção:

02) Você concorda que somos "inclassificáveis"? Justifique sua resposta:

03) Que recurso foi empregado para compor as duas primeiras estrofes da canção? Que efeito ele causou? 

04) Que misturas de raças são citadas na música? O que elas revelam?

05) Além dessas misturas de raças, ainda aparecem neologismos, que também indicam outras misturas. Quais são elas e o que significam? 

06) Explique a importância das interrogativas usadas na canção:

07) Mencione o valor expressivo graças ao uso dos numerais e dos plurais, dizendo em que estrofe isso ocorre: 

08) Interprete o verso "Não há sol há sós", posicionando-se sobre tal afirmação:

09) Que mensagem a música transmite?