quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Atividade com a música "Inútil" , do Ultraje a rigor


Inútil

A gente não sabemos escolher presidente
A gente não sabemos tomar conta da gente
A gente não sabemos nem escovar os dente
Tem gringo pensando que nóis é indigente

Inútil
A gente somos inútil

A gente faz carro e não sabe guiar
A gente faz trilho e não tem trem pra botar
A gente faz filho e não consegue criar
A gente pede grana e não consegue pagar

Inútil
A gente somos inútil

A gente faz música e não consegue gravar
A gente escreve livro e não consegue publicar
A gente escreve peça e não consegue encenar
A gente joga bola e não consegue ganhar

Inútil
A gente somos inútil

(Ultraje a rigor)


01) Justifique o título dado à música: 

02) Na década de 1980, quando tal música fez muito sucesso, houve quem criticasse a letra pelos desvios em relação à norma padrão. Você consegue identificar esses desvios? Destaque-os:

03) Você acredita que tais desvios são mesmo um problema? Justifique sua resposta:

04) Algumas pessoas já viram na linguagem dessa canção uma crítica. Que crítica é essa? A quem o eu poético se refere quando diz "a gente"?

05) Que problemas são criticados na música? Cite-os, colocando em uma escala de prioridade, de importância, para você:

06) Por que em alguns momentos a concordância verbal é acertada? O que isso revela? 

07) Que mensagem a música transmite? Comente: 

08) De que verso você mais gostou? Por quê? 

09) Transcreva essa letra de música  para a linguagem comum, seguindo a norma culta, e, em seguida, observe qual das duas ficou com mais "potência", com maior carga semântica, explicando bem o seu ponto de vista:

10) Se você fizesse parte dessa banda, teria insistido em usar a norma-padrão? Explique por quê: 

11) Copie da música fortes marcas de oralidade: 

12) Diga a que classe gramatical cada palavra destacada pertence: 

4 comentários:

Obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!