segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Atividade sobre a música "Tudo bem", de Lulu Santos


Tudo bem 

Já não tenho dedos pra contar
De quantos barrancos despenquei
E quantas pedras me atiraram
Ou quantas atirei

Tanta farpa, tanta mentira
Tanta falta do que dizer
Nem sempre é "so easy" se viver

Hoje eu não consigo mais lembrar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro de incompreensão
Eu já deixei

Tantos bons quantos maus motivos
Tantas vezes desilusão
Quase nunca a vida é um balão

Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no seu peito
E se isso for algum defeito
Por mim tudo bem

(Lulu Santos)

01) Justifique o título dado à música:

02) Podemos dizer que no primeiro verso da canção existe uma hipérbole? Justifique sua resposta:

03) Explique os dois versos em destaque na primeira estrofe:

04) Pelo contexto, as palavras "pedras", "barranco" e "farpa" encontram-se no sentido denotativo ou conotativo? Por quê? 

05)  Por que existe uma expressão na música que se encontra entre aspas? De que outra forma ela poderia aparecer? O que tal expressão significa? 

06) Interprete os versos destacados na terceira estrofe, aproveitando para mencionar se existe ali denotação ou conotação, justificando: 

07) Copie do texto uma antítese, justificando seu raciocínio:

08) Explique a metáfora que se encontra em negrito no texto:

09) O que seria a cura para o eu lírico? Você acha que isso é possível? Por quê?

10) Que mensagem a canção transmitiu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!