domingo, 18 de maio de 2014

Atividade sobre a música "Caçador de mim", com Milton Nascimento


Caçador de mim

Por tanto amor, por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz, manso ou feroz
Eu, caçador de mim

Preso a canções 
Entregue a paixões, que nunca tiveram fim
Vão me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer 
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai sonhando demais
Mas onde se chega assim? 
Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim

(Sérgio Magrão e Luís Carlos Sá)

01) Justifique o título da música: 

02) Copie da canção uma antítese, explicando seu raciocínio:

03) Onde o eu lírico afirma que vai se encontrar? O que isso significa? 

04) Que atitudes deve ter um caçador de si mesmo? 

05) O que significa correr da luta e das armadilhas da mata escura? 

06) Que mensagem a canção transmite? 

07) Diga a que classe gramatical pertence cada palavra destacada no texto: 

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Atividade sobre a fábula "O cão e seu reflexo", de Esopo

O cão e seu reflexo

Um cão estava se sentindo muito orgulhoso de si mesmo. Achara um enorme pedaço de carne e o levava na boca, pretendendo devorá-lo em paz em algum lugar. 
Ele chegou a um curso d´água e começou a cruzar a estreita ponte que o levava para o outro lado. De repente, parou e olhou para baixo. Na superfície da água, viu seu próprio reflexo brilhando.
O cão não se deu conta de estar olhando para si mesmo. Julgou estar vendo outro cão com um pedaço de carne na boca.
"Ôpa! Aquele pedaço de carne é maior do que o meu", pensou ele. "Vou pegá-lo e correr". 
Dito e feito. Largou seu pedaço de carne para pegar o que estava na boca do outro cão. Naturalmente, seu pedaço caiu n´água e foi parar bem no fundo, deixando-o sem nada. 

MORAL: Quem tudo quer tudo perde. 
(Esopo)

01) Justifique o título do texto acima, dizendo que outro você daria:

02) Por que o texto é uma fábula? 

03) Justifique o emprego do verbo destacado logo no começo do texto: 

04)  Retire do texto um adjetivo, mencionando a que substantivo ele se refere:

05) Localize na fábula uma interjeição, dizendo o que ela expressa: 

06) Que mensagem o texto lhe transmitiu? Você concorda com a moral apresentada? Comente:

07) Tente fazer uma paródia da fábula, seja acrescentando novas personagens, o que mudaria na ação do cão, mudando a moral... Mãos à obra! Sei que pode!