sexta-feira, 31 de maio de 2013

Atividade sobre a obra "Bordel" (1940) - Di Cavalcanti


Trabalhei esta obra de arte, de Di Cavalcanti, chamada "Bordel", com meus alunos dos segundos anos do Ensino Médio e foi o maior barato! Fiz como uma "ponte" para incentivar a lerem o romance "Lucíola", de José de Alencar, que eu adoro! 

01) Observe bem a imagem e explique a relação entre ela e o seu título:

02) Que sensação essa obra de arte lhe despertou? Justifique sua resposta:

03) Qual é o perfil da beleza física da mulher no contexto em que a obra foi pintada? 

04) Que características do Renascimento italiano podemos notar na obra em questão?

05) Faça um paralelo entre a moda atual e a retratada na obra:

06) O que sugere o espelho na composição de tal texto visual?

07) Faça uma breve análise das cores empregadas na obra de arte, dizendo o que isso pode revelar:

08) O que se pode inferir ao olhar a fisionomia das mulheres, de um modo geral?

09) Que outro título você daria a essa obra de arte?

10) Como poderíamos associar essa obra de arte ao resumo que você leu sobre o romance "Lucíola", de José de Alencar? 

terça-feira, 28 de maio de 2013

Atividade sobre o textículo "Testamento"

Testamento

Para os meus filhos, meus netos e os netos de meus filhos, deixo o melhor dos bens, a melhor das riquezas. A vida. Deixo mais árvores, pássaros, borboletas, mariposas e todo bicho que voa. Deixo ainda os esquilos, as raposas, os tatus, os coelhos e as lebres. Deixo peixes, golfinhos, tartarugas e baleias, algas, recifes e corais. Deixo florestas e a vida que nelas habita. Deixo macacos-pregos, micos-leões-dourados, macacos-sauás e toda espécie de primatas. Deixo solos férteis, águas limpas, ar puro, montanhas, planícies, vales, lagos e rios. Deixo manguezais e os animais que neles vivem. Deixo as abelhas, as vespas, os besouros, as formigas e as lagartas. Deixo a Terra, onde vivo e ainda viverei. E onde também deixarei o exercício da liberdade com o respeito ao bem comum. O direito de possuir e, com ele, o dever de proteger o direito das pessoas. A consciência de cidadania global, a responsabilidade pelo presente e futuro da família humana e do imenso universo dos seres vivos. Deixarei os conhecimentos tradicionais, a sabedoria espiritual de todas as culturas e a fé na dignidade humana e no seu potencial artístico, étnico e intelectual. Deixarei uma nova maneira de entender a vida, para que meus filhos, meus netos e os netos de meus filhos possam deixar esta mesma riqueza para os seus filhos, os seus netos e os netos dos seus filhos. 

("Correio da Bahia")

01) Justifique o título usado no texto acima:

02) Qual o assunto dele? Justifique sua resposta: 

03) Por que o autor escolheu usar a expressão "netos dos meus filhos" e não "bisnetos"? E por que ele resolveu apelar para a repetição de tal expressão em outros momentos do texto? 

04) Que mensagem o texto transmite? Comente: 

05) Você concorda que a vida é o nosso bem mais precioso? As pessoas têm valorizado isso? Por quê? 

06) Com que finalidade o texto foi produzido? 

07) Copie do texto dois substantivos compostos e cinco substantivos comuns: 

08) Transcreva do texto dois adjetivos, dizendo a que substantivos cada um se refere: 

09) Copie do textículo um par de antítese, explicando seu raciocínio: 

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Atividade sobre o paradidático "Um girassol na janela", de Ganymédes José


Sinopse: O livro conta a história de uma menina que transforma em amor tudo que a cerca! Vivinha é a vida, Vivinha é a força, Vivinha é a alegria, e o seu girassol reflete essa satisfação de viver e sua fé no amor. 

01) Ao começar a história, com quem morava Vivinha?

02) Quem era Santarena?

03) Por que Vivinha não morava com seus pais?

04) Que sensação teve Vivinha ao vir morar na casa do pai, que voltara da Europa?

05) Vivinha sentiu que teria que "desquadradar" a casa do pai. Por quê?

06) Quem era Donizete e como Vivinha ficou conhecendo a vida dele?

07) Como foi a festa de aniversário que Vivinha preparou para seu pai?

08) O que Vivinha descobriu, certa vez, ao mexer nos papéis que o pai guardava num cofre?

09) Como Ana Clara acabou vindo trabalhar na casa de Vivinha?

10) O que aconteceu na festa de aniversário de Vivinha que deixou Ana Clara bastante perturbada? 

11) Explique o episódio que quase provocou a morte de Vivinha e de seu pai:

12) Qual foi a grande surpresa que Vivinha guardou para contar no dia do casamento de Ana Clara com seu pai? 

13) Justifique o título do livro, aproveitando para dizer qual foi a parte dele de que mais gostou e o porquê: 

14) "Quando a gente fala de gente boa hoje em dia, as pessoas estranham e não acreditam. Parece que fazer o bem é ruim." Você concorda com essa afirmação de Vivinha? As pessoas hoje não acreditam mais na bondade? Comente: