quarta-feira, 2 de novembro de 2016

"Lembrança do mundo antigo", de Carlos Drummond de Andrade

Lembrança do mundo antigo

Clara passeava no jardim com as crianças,
O céu era verde sobre o gramado,
a água era dourada sob as pontes,
outros elementos eram azuis, róseos, alaranjados,
o guarda-civil sorria, passavam bicicletas,
a menina pisou a relva para pegar um pássaro,
o mundo inteiro, a Alemanha, a China, tudo era tranquilo em redor de Clara. 

As crianças olhavam para o céu: não era proibido. 
A boca, o nariz, os olhos estavam abertos. Não havia perigo.
Os perigos que Clara temia eram a gripe, o calor, os insetos,
Clara tinha medo de perder o bonde das 11 horas,
esperava cartas que custavam a chegar,
nem sempre podia usar vestido novo. Mas passeava no jardim, pela manhã!!! 
Havia jardins, havia manhãs naquele tempo!!! 

(Carlos Drummond de Andrade)

01) Em que tempo estão os verbos do texto?

02) O que indica o pretérito imperfeito? E perfeito? 

03) Qual a relação entre o emprego desses tempos verbais e o título da poesia?

04) É possível estabelecer uma relação entre o nome da personagem e o texto?

05) Como você classificaria os perigos temidos por Clara?

06) A poesia, ao recordar e descrever o mundo antigo, trabalha, nas entrelinhas, com um contraste, uma oposição. Qual seria o contraste?

07) Em "As crianças olhavam para o céu: não era proibido", atente para o jogo dos contrastes e para o ano em que ela foi publicada (1940), e responda: como poderia ser interpretado o verso destacado?

08) O texto apresenta elementos descritivos? Justifique sua resposta:

09) Faça um desenho que ilustre, em detalhes, o poema de Drummond: 

10) Faça a análise morfológica de cada palavra destacada no texto:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!