segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Atividades sobre o MENOR ABANDONADO


Texto 01: Filhos de estimação

Li em algum lugar que uma entidade protetora dos animais está oferecendo cães e gatos abandonados a pessoas de bom coração que queiram adotá-los. Os animais passaram por veterinário, estão ótimos de saúde, não oferecem perigo. Por que foram atirados à rua? Quem sabe porque as pessoas enjoam dos bichos quando eles crescem. Ou porque bicho dá trabalho. Não sei, porém, se vocês repararam que os cachorros e gatos vagabundos estão diminuindo nas ruas. Era comum antes topar com dezenas de vira-latas perambulando pelas calçadas, cheiriscando muros e latas de lixo. Agora pouca gente usa lata para guardar lixo. O próprio lixo emagreceu, não tem mais a atração da fartura de desperdício de tempos atrás. Inflação, custo de vida, essas coisas. A captura municipal se aprimorou. A campanha de prevenção da raiva alertou os donos dos bichos. E os automóveis não perdoam cachorro e gato distraídos

Para substituir esses animaizinhos desvalidos surgem novos bandidos de crianças desgarradas em São Paulo. Se antes uma criança pedindo esmola chamava nossa atenção, hoje nós a olhamos com naturalidade e indiferença. Dar ou recusar uma nota, uma moeda, tornou-se um gesto maquinal. 

Suponho que o destino desses guris está selado: eles acabarão na cadeia. Ou nos encostarão contra a parede a qualquer momento, o revólver em nosso peito. 

É possível que amanhã, com outro Governo, o Brasil não seja um grande exportador de armas, mas passe a ser conhecido no mundo como uma país de brio que deu às crianças esquálidas e tristes não direi diploma de doutor, isso seria um enorme milagre inútil. Mas uma oportunidade de trabalho, ao menos isso, com um pagamento que lhes permita, depois de aprender uma profissão prática, ganhar a vida com o coração limpo e honestidade. Podemos sonhar acordados. 

(Lourenço Diaféria)

01) O texto acima é um fragmento de uma crônica em que o autor aponta um grave problema social de São Paulo e do Brasil. Indique, em cada parágrafo, um tópico que resuma a ideia central de cada um deles: 

02) Escreva como se relacionam logicamente os quatro parágrafos em relação à mensagem que se quer transmitir:

03) Considere as afirmações e assinale a alternativa correta: 

I - A ironia é utilizada pelo cronista para sugerir que ele e muitas pessoas não estão sensibilizados com a gravidade dos fatos.
II - O fim a que se destina o texto é de envolver o leitor e convencê-lo de algumas ideias fundamentais. 
III - A palavra "filhos" se refere a elementos humanos e está empregada com referência às crianças desgarradas. 

(A) Apenas I e II estão corretas.
(B) Apenas II e III estão corretas.
(C) Apenas I e III estão corretas.
(D) Todas as alternativas estão corretas.

04) A expressão "Li em algum lugar", destacado no texto, indica vaguidão ou certeza? Qual foi o objetivo de se utilizar a mesma?  

05) Responda, com pelo menos três argumentos, à pergunta em negrito no texto: 

06) Explique a carga semântica presente neste trecho, destacado no texto, especialmente na palavra aqui sublinhada: "O próprio lixo emagreceu": 

07) Justifique o plural presente na palavra em destaque na frase seguinte: "E os automóveis não perdoam cachorro e gato distraídos":

Texto 02: Gente também é bicho: preserve a criança brasileira

Despreocupação social ou falta de sorte? Mal nasceu e já vive em condições tão miseráveis. Condições estas, que nenhum ser, por mais inferior que possa ser, mereça viver. Esse é o retrato da criança brasileira no mundo atual. Morando nas ruas, alimentação precária, sem estudo e na maioria, sendo explorada pelos pais para arranjar uns míseros trocados. 

Mas o que fazer para ajudar essas crianças? Afinal, elas são o futuro de toda uma geração. Sem elas, estaremos próximos, muito próximos, de um processo triste e pecaminoso de extinção.

Tempo e dinheiro são duas coisas hiper-importantes e muito preciosas. Então, para que gastá-los com campanhas beneficentes relativas à questão ambiental, quando nosso futuro está jogando nas ruas, na sarjeta, precisando tanto de nossa ajuda, preocupação e atenção para com eles. 

Falta preocupação não só do governo, mas também de toda a população. Não é uma questão de "cada macaco no seu galho". Isto é questão social. Que deve preocupar a toda uma população. 

Enfim, temos que abraçar nosso futuro. E este, está presente em cada rostinho alegre e descontraído das nossas crianças. Vamos fundar uma ONG, não de preservação ambiental, e sim, de apoio sócio-cultural a nossos filhotes. Caso contrário, o futuro será repleto de flores, tartarugas marinhas e ursos panda, mas, e a RAÇA HUMANA? 

(Redação de uma aluna) 


08) Justifique o título do texto acima, relacionando-o ao seu conteúdo:

09) Que crítica ele faz? A quem, em especial? Explique: 

10) Fazendo uma reflexão sobre os dois textos lidos, é correto afirmar que o problema social apontado por eles é o mesmo? Justifique sua resposta:

11) Explique a expressão destacada no texto 02, relacionando-a ao assunto discutido em ambos os textos: 

12) Segundo o texto 01, um "diploma de doutor, isso seria um enorme milagre inútil". Explique e justifique essa afirmação com base nos dois textos: 

13) Que nota você daria ao texto 02, que é uma redação? Por quê? 

14) Interprete a charge abaixo e relacione a mesma aos dois textos lidos: 


15) Elabore um texto dissertativo-argumentativo, nos moldes do ENEM, sobre o tema "Menor abandonado: um problema de todos nós";

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!