quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Trabalhando com ANEDOTA...

Advogado esperto 

Aquele jovem advogado, recém-formado, montou um luxuoso escritório num prédio de alto padrão na Avenida Paulista e botou na porta uma placa dourada:  "Doutor Antônio Soares -- Especialista em Direito Tributário". No primeiro dia de trabalho, chegou bem cedo, vestindo o seu melhor terno e sentou-se atrás de sua escrivaninha, cheio de empáfia e ficou aguardando o primeiro cliente. Meia hora depois batem à porta. Rapidamente ele apanha o telefone do gancho e começa a simular uma conversa:

-- Mas é claro, Senhor Mendonça, pode ficar tranquilo! Nós vamos ganhar esse negócio! O juiz já deu parecer favorável! Sei... sei... Como? Meus honorários? -- Não se preocupe! O Senhor pode pagar os outros 50 mil na semana que vem! ... é claro!... sem problemas!... O Senhor me dá licença agora que eu tenho um outro cliente aguardando... obrigado... um abraço! 

Bate o fone no gancho com força e vai abrir a porta:

-- Pois não, o que o senhor deseja? 

-- Eu vim instalar o telefone! 

(Fonte: http://piadas.hiera.com/advogados/advogado-esperto.htm) 

01) A que as expressões em destaque no texto remetem?

02) Qual a importância do advogado para a narrativa? E do papel desempenhado pelo funcionário da empresa telefônica?

03) O final é inesperado ou esperado? Por quê? 

04) O que foi responsável pelo humor no texto? Explique:

05) Ao simular uma conversa ao telefone, qual o objetivo do advogado? Ele alcançou esse objetivo? Justifique sua resposta:

06) Que mensagem a piada nos transmite? Comente:

07) Crie um final para o texto, inventando uma resposta para o advogado dar ao funcionário da empresa telefônica: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!