quinta-feira, 21 de julho de 2016

Análise da música "Deixe a menina"

Deixe a menina

Não é por estar na sua presença,
Meu prezado rapaz,
Mas você vai mal
Mas vai mal demais.
São dez horas, o samba tá quente!
Deixe a menina contente,
Deixe a menina sambar em paz...

Eu não quero jogar confete,
Mas tenho que dizer:
Cê tá de lascar, cê tá de doer
E se vai continuar enrustido,
Com essa cara de marido,
A moça é capaz de se aborrecer.

Por trás de um homem triste,
Há sempre uma mulher feliz
E atrás dessa mulher
Mil homens sempre tão gentis!
Por isso, para o seu bem,
Ou tire ela da cabeça,
Ou mereça a moça que você tem.

Não sei se é pra ficar exultante,
Meu querido rapaz,
Mas aqui ninguém o agüenta mais.
São três horas, o samba tá quente!
Deixe a morena contente,
Deixe a morena sambar em paz...

Não é por estar na sua presença,
Meu prezado rapaz,
Mas você vai mal,
Mas vai mal demais.
São seis horas, o samba tá quente!
Deixe a morena com a gente,
Deixe a menina sambar em paz.
(Chico Buarque de Holanda)


01) Retire do texto um exemplo de vocativo, justificando sua resposta:

02) Copie do texto três exemplos da linguagem coloquial:

03) Quantas estrofes existem no texto?

04) Divida todo o texto em período e em orações, usando os símbolos adequados:

05) Quantos períodos você encontrou?

06) Quantas orações existem em todo o texto? Justifique bem:

07) O que significa “jogar confete em alguém”? O autor realmente joga confete no outro? Explique essa aparente contradição:

08) Afinal, o rapaz conseguiu levar a garota antes de o samba terminar? Comprove com passagens do próprio texto:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!