domingo, 29 de maio de 2016

"O verde" (Inácio de Loyola Brandão)

O verde


                   Estranha é a cabeça das pessoas.

               Uma vez, em São Paulo, morei numa rua que era dominada por uma árvore incrível. Na época de floração, ela enchia a calçada de cores. Para usar um lugar-comum, ficava sobre o passeio um verdadeiro tapete de flores; esquecíamos o cinza que nos envolvia e vinha do asfalto, do concreto, do cimento, os elementos característicos desta cidade. Percebi certo dia que a árvore começava a morrer. Secava lentamente, até que amanheceu inerte, em folha. É um ciclo, ela renascerá, comentávamos no bar ou na padaria. Não voltou. Pedi ao Instituto Botânico que analisasse a árvore, e o técnico concluiu: fora envenenada. Surpresos, nós, os moradores da sua, que tínhamos a árvore como verdadeiro símbolo, começamos a nos lembrar de uma vizinha de meia-idade que todas as manhãs estava ao pé da árvore com um regador. Cheios de suspeitas, fomos até ela, indagamos, e ela respondeu com calma, os olhos brilhando, agressivos e irritados:

 -- Matei mesmo aquela maldita árvore.

 -- Por quê?

           -- Porque na época da flor ela sujava minha calçada, eu vivia varrendo essas flores desgraçadas.

(Ignácio de Loyola Brandão)


01) “Ela enchia a calçada de cores”.  Explique o significado dessa frase, dizendo a que o pronome destacado se refere:   

02) A rua coberta de flores faz contraste com outros detalhes da cidade. Quais?

03) Mesmo quando viram a árvore inerte, sem  uma folha, os admiradores dela ainda  tinham uma esperança. Qual?

04) A vizinha de meia-idade “todas as manhãs estava ao pé da árvore com um regador”. Foi esse o fato que despertou as suspeitas dos admiradores da árvore.

a) À primeira vista, o que poderia significar esse gesto da mulher? 

b) O que ocorria, na verdade? 

05) Por que, afinal, a mulher matou a árvore? Você concorda com ela? Por quê?

06) A mulher que matou a árvore parece ser uma exceção na rua. Por quê? 

07) Que lição podemos tirar desta pequena história? Explique bem:

08) Qual o sujeito da primeira oração do texto? Classifique e justifique bem:

09) Qual a transitividade do verbo ali inserido? Justifique:

10) Identifique e classifique o sujeito dos verbos destacados no texto, justificando:

11) Que temas de redação podemos extrair do textículo?

12) Escolha um dos temas extraídos para escrever UM parágrafo dissertativo sobre ele:

13) Explique por que as charges a seguir têm a ver com o texto em questão: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!