quinta-feira, 26 de maio de 2016

ESTUPRO: de indignar qualquer SER HUMANO...

(Ainda mais quando ele é COLETIVO... tendo TRINTA ou mais agressores... 
Ainda mais quando um deles, com quem a pessoa conviveu, foi quem pareceu armar tudo!)

Vamos discutir um pouquinho sobre esse assunto 
tão importante para tentarmos combatê-lo?!?

Texto 01: Trinta homens

Trinta. 
Vinte e nove. 
Vinte e oito.
Vinte e sete.
Vinte e seis. 
Vinte e cinco.
Vinte e quatro.
Vinte e três. 
Vinte e dois. 
Vinte e um.
Vinte. 
Dezenove. 
Dezoito. 
Dezessete. 
Dezesseis.
Quinze. 
Quatorze.
Treze. 
Doze. 
Onze. 
Dez. 
Nove.
Oito.
Sete. 
Seis. 
Cinco. 
Quatro. 
Três. 
Dois. 
Um. 

Nenhum. 

Eu tiraria todos -- um por um -- de cima de você neste momento, irmã. Eu limparia seu corpo, tiraria o som dos seus louvidos, o cheiro deste lugar, as lembranças. Se o tempo voltasse, eu os impediria de terem saído de casa. Todos eles. 

Eu desligaria os celulares, os computadores, tiraria baterias dos carros, dos ônibus. Eu faria feitiço, veneno, poção, dor de barriga para todos. Trinta. 

Eu te levantaria daí e te levaria pra ver o pôr do sol no Arpoador, se o mundo girasse ao contrário... Mas o mundo não gira. 

Foram trinta. 

Um ex-companheiro e vinte e nove "amigos". Nenhum deles se compadeceu. Vinte e nove seres humanos toparam se unir a um criminoso. 

Trinta. 

Trinta e um agora compartilharam. Trinta e dois riram. Trinta e três justificaram. Trinta e quatro se excitaram. Trinta e cinco procuram o vídeo neste momento. 

Agora o número se torna uma projeção geométrica. A misoginia aparenta infinita, o ódio e o machismo aparentam grandiosos demais. A primeira reação do público masculino em geral é ver o vídeo. 

No entanto, quando pensei que fôssemos só nós duas, olhei para o lado e vi três, quatro, cinco. Chegaram seis, sete, oito, trinta. Em segundos fomos noventa, cem, mil, somos milhares por você.

Aquele som, aquele cheiro... Queremos que sua memória apague, mana! E que o mundo nos ouça: "A CULPA NUNCA É DA VÍTIMA". Que ecoe. Que ecoe: "Daqui vocês não passam. Não passarão." Que cada uma de nós seja porta-voz do ocorrido. Se a grande mídia não denuncia a violência contra a mulher periférica, que nossas mãos sejam denúncia. Na violência contra a mulher, todas metemos a colher. DENUNCIE. No site do Ministério Público, Polícia Federal e disque 180. Mexeu com uma, mexeu com todas. 
(Luara Colpa)
http://bhaz.com.br/2016/05/25/trintahomens/

01) Por que a autora provavelmente preferiu contar, de forma decrescente, de um a trinta no começo do texto? Ela atingiu esse objetivo? 

02) A autora poderia ter contado de um a trinta colocando em forma linear, em forma horizontal e não  listado, um abaixo do outro. Por que ela preferiu organizar desse jeito? 

03) O que você, sinceramente, sentiu ao ler cada número? Explique:

04) O "nenhum", após a contagem, lhe causou alguma surpresa? Ele quebrou a rotina? Com que intenção ele foi usado?

05) Copie do texto dois vocativos, explicando sua importância para o contexto:

06) A autora é irmã da vítima? Por que ela teria preferido usar esse recurso? Comente:

07) Copie do texto uma passagem que expressa mais claramente uma sensação de IMPOTÊNCIA por parte da autora, explicando seu raciocínio:

08) Por que a autora repete inúmeras vezes o número de agresssores? Justifique sua resposta:

09) Pra você, quem foi o principal culpado de toda essa barbárie (se é que existe UM nessa quadrilha toda!)? Além desses trinta presentes, houve mais algum? Explique-se:

10) Responda sinceramente: você assistiu ao tal vídeo? Procurou pra ver? Sentiu vontade de vê-lo?

11) Transcreva do texto uma passagem que mostra uma espécie de ESPERANÇA de combate, explicando:

12) Explique o porquê das aspas usadas na palavra destacada no texto, aproveitando para dizer se, naquele mesmo parágrafo, você as utilizaria em alguma outra passagem e por quê:

13) Explique por que algumas passagens encontram-se com letras maiúsculas:

14) Você acha que o tratamento dado ao caso seria diferente se a vítima não fosse anônima e sim uma famosa? Ou ambos terão o mesmo desfecho, a  mesma dedicação em punir os agressores? Comente e defenda o seu ponto de vista:

15) Copie do texto um ditado popular modificado, explicando-o e comparando-o com o original:

16) Apresente duas propostas de intervenção para esse problema, seguindo os moldes e as recomendações do ENEM (sei que é beeeeeeem difícil, mas... tente respeitar os direitos humanos!)

Texto 02:


17) Posicione-se sobre a afirmação acima: "Volência contra a mulher é problema seu" ou só quando ela a atinge diretamente???

18) A violência contra a mulher também é problema de HOMEM??? Comente:

19) Qual o objetivo do banner acima? Por que ele optou por apresentar uma mulher negra?

Texto 03: 


20) Usando o cartaz acima como estímulo, por você acha que o(s) agressor(es) continua(m) aprontando por aí a torto e a direito? 

21) Quem seria o sujeito da oração "Exigimos Justiça!"? Explique, morfologica, sintatica e semanticamente: 

22) Justifique o emprego do acento indicador de crase na frase: "Mulheres à luta!": 

23) O que pode ser feito para que os agressores percebam, cada dia mais, esse coletivo? Que medidas podem ser adotadas?

Texto 04: 


24) Utilizando o texto acima como base, responda: De uma forma geral, você acha que a mídia é machista e protege assassinos, usando amenizações? Se sim, o que fazer para diminuir esse tipo de comportamento? 

Texto 05: 


25) Podemos afirmar que há um certo MACHISMO na postagem acima? Por quê? 

26) Há algum fundamento em tal passagem? Ficar em casa trancafiada o tempo todo diminuiria, de fato, os números de violência? Comente: 

27) Existem muitas pessoas que pensam assim ou é um caso raro, isolado? Justidique sua resposta: 

28) Que resposta você daria à postagem acima? Crie duas: uma como homem e outra como mulher (se é que haverá alguma diferença!):

Texto 06: 


29) Posicione-se, argumentando, sobre a afirmação: "Nada justifica um estupro!":

30) Pelos dados fornecidos acima, reflita: quantos casos a mídia divulga e com a importância que deveria? O que isso revela? 

Texto 07: 


31) O que a imagem acima denuncia? Ela faz analogia a quê? Explique: 

32) Que mensagem a imagem acima transmitiu? Comente: 

Texto 08: 


33) O que a charge acima denuncia? 

34) Quem cada "diabo" pode estar representando? Comente: 

35) Existem desculpas para se estuprar alguém? Se sim, quais seriam eles? 

Texto 09: 


36) O que seria uma sociedade "patriarcal"? A nossa, de fato, é? Comente:

37) Como reverter esse quadro? (se tiver, na sua opinião, que reverter!)

38) O que o texto acima revela? Que mensagem o autor quis nos passar? 

Texto 10: 

39) Você diria que o quadro acima é real ou ideal? Por quê?

40) Se a gente tivesse que realmente incluir TODAS as opiniões, de várias pessoas, inclusive dos agressores ou agressores em potencial, como ficaria o gráfico acima? 

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Fico feliz que tenha vindo aqui conferir e mais ainda por vc ter aprovado! Beijos, corujinha, e volte sempre. A casa é sua! Sempre!

      Excluir
  2. Excelente abordagem! Como sempre, Andreia Dequinha, sua criatividade,sensibilidade e competência na elaboração de questões nos impressionam. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso, Nádia! Muito obrigada! Ontem eu estava tão indignada com o ocorrido (e acho que hoje estou mais ainda, lendo absurdos machistas em algumas páginas!) que saí inventando um monte de questões pra ver se isso funcionava como uma espécie de catarse, sei lá. Brabo. E não podemos deixar de discutir essas atualidades com nossos alunos, informá-los, fazê-los refletir...

      Um abraço e valeu pelo carinho. Volte sempre.

      Excluir
  3. Ótimas questões.
    Precisamos levar nossos alunos a refletirem sobre esse assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rosa! Feliz que tenha gostado das questões... só exagerei um bocado, né? Tentativa de catarse, como já comentei pra Nádia, no comentário acima. rs rs rs

      Eu sempre aproveito tudo para levar para os meus alunos... gosto de saber o que essa moçada pensa (por mais que isso às vezes nos fira ou entristeça!) e gosto de provocar, levar à reflexão... assim vamos abrindo umas mentes e salvando algumas almas... Não tem preço!

      Pena que estou em greve, mas já mandei para os meus grupos de alunos...

      Excluir

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!