domingo, 20 de março de 2016

Análise da música "Cantinho escondido"

Cantinho Escondido

Dentro de cada pessoa
Tem um cantinho escondido
Decorado de saudade

Um lugar pro coração pousar
Um endereço que frequente sem morar
Ali na esquina do sonho com a razão
No centro do peito, no largo da ilusão

Coração não tem barreira, não
Desce a ladeira, perde o freio devagar
Eu quero ver cachoeira desabar
Montanha, roleta russa, felicidade
Posso me perder pela cidade
Fazer o circo pegar fogo de verdade
Mas tenho meu canto cativo pra voltar

Eu posso até mudar
Mas onde quer que eu vá
O meu cantinho há de ir

Dentro...

(Marisa Monte)

01) No verso “Um lugar para o coração pousar” há a presença da figura de linguagem chamada:

(   ) hipérbole;
(   ) prosopopeia;
(   ) ironia;
(   ) eufemismo;

02) O título da canção remete a um cantinho escondido. Que lugar seria esse?

03) “Dentro de cada pessoa tem um cantinho escondido”. Você concorda com essa afirmação? Justifique sua resposta:

04) Copie todas as rimas da canção e diga se são ricas ou pobres:

05) Considerando toda a 2ª estrofe, o sujeito do versoUm endereço que frequente sem morar” classifica-se como:

(  ) Sujeito Simples (um endereço);
(  ) Sujeito desinencial (ele);
(  ) Sujeito Composto (endereço e coração);
(  ) Sujeito inexistente;

06) O uso do diminutivo em “cantinho escondido” denota:

(   ) diminuição de tamanho;
(   ) ironia;
(   ) depreciação;
(   ) afetividade;

07) Explique, com suas palavras, o que você entendeu com o primeiro e segundo versos da terceira estrofe:

08) O eu lírico da canção descreve um cantinho que todo mundo tem. Descreva o seu:
09) A frase “Fazer o circo pegar fogo de verdade”, presente na canção, está sendo usada conotativamente. Explique o seu sentido neste contexto:

10) Em “Eu posso até mudar”, a preposição representa um modalizador do discurso e do eu lírico. Explique o efeito de sentido conquistado:

11) Em “Eu posso até mudar / MAS onde quer que eu vá / O meu cantinho  há de ir”, o termo em destaque dá ideia de:

(   ) causa;
(   ) conseqüência;
(   ) tempo;
(   ) contradição;
(   ) proporcionalidade;

12) O texto abaixo foi encontrado no blog de Márcia Cobar (http://marciacobar.blogspot.com), no qual ela relata que cada pessoa tem um cantinho escondido particular, seja dentro de si, em algum lugar da casa onde mora, da cidade, do país, em fim, do mundo. Leia o que ela diz:

"Quando o mundo gira rápido demais, quando a realidade se torna um comprimido duro de engolir ou simplesmente quando tenho vontade de passar um tempo sozinha, eu procuro o meu esconderijo. Este é o meu cantinho sagrado onde encontro paz e consigo aprofundar em mim mesma. É lá que eu respiro ar puro e tomo café de vez em quando. É lá que leio bons livros e escuto músicas. É neste lugar que minhas ansiedades são aplacadas, minha paz é restabelecida e minha saudade é apaziguada. É neste lugar que, muitas vezes, minha vida volta a ter sentido".
Você também tem um cantinho escondido só seu? Escreva um bonito texto falando como é esse cantinho, onde fica e o que você faz nele? Se preferir, ilustre-o com criatividade ou fotos.

  

(Autores: Andreia Dequinha, Sandra Vitezi, Mariuza Freire, Simone Maróstica, Cris Happy, 
Lourdes Galhardo, Helaine Soares, Ruth Barbosa, Sinara Soares, Maria Regina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!