sábado, 14 de janeiro de 2012

Muita incoerência mesmo!



01) Explique o porquê da importância do vocativo presente na charge:

02) Por que a palavra "incoerência" aparece em destaque na fala da personagem?

03) Por que há, segundo a personagem da charge, uma incoerência? Você concorda ou não com ela? Por quê?

04) Qual a sua opinião sobre essa charge? O que ela denuncia?

05) Cite outras incoerências que você conhece no nosso contexto político-social:

06) Qual a classificação dos numerais presentes no texto?

07) Quem você pensa que é a vitima e quem é o vilão? Justifique sua resposta:

08) Refaça a charge invertendo os papéis detectados por você na questão anterior:

09) Com o que o professor está parecendo? Que crítica há embutida nisso?

10) Por que o chargista sentiu necessidade de colocar, inclusive, moscas sobrevoando a personagem? Qual o efeito conseguido com esse detalhe?

11) Por que choca a figura ser justamente de um professor?

12) Você acredita que realmente os alunos só iriam aprender o que é "incoerência" naquele dia, naquele momento? Comente:

13) Diga qual é o gênero textual presente no quadro-negro:

14) Por que existem duas palavras em destaque escritas no quadro-negro? Por que elas assim se encontram?

15) O que o que está escrito no bilhete denuncia? Pense em outras possibilidades de bilhetes, respeitando o contexto da charge:

16) Que mensagem a charge nos transmitiu? Que sentimento ela despertou em você?

17) Crie um texto dissertativo-argumentativo utilizando a charge como tema: 

18) Em sua opinião, por que  o professor recebe um salário tão pequeno, ainda mais se comparado ao papel social importantíssimo que ele tem?

(Participação especial das amigas Zizi Cassemiro, Sandra Vitezi, Sinara Soares e Vânia Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!