sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Filme "A Corrente do Bem" (115 min)


Sinopse: Eugene Simonet, um metódico professor de Estudos Sociais, faz um desafio aos seus alunos em uma de suas aulas: que eles criassem algo que pudesse mudar o mundo. Trevor Mckinney, um de seus alunos, incentivado pelo professor, cria uma espécie de "corrente", em que, a cada favor que recebe, a pessoa deve retribuir a três pessoas. Surpreendentemente a ideia funciona, ajudando o próprio professor  a se desvencilhar de segredos do passado e também a própria mãe, Arlene, alcoólatra, a encontrar um novo sentido para a sua vida. 

01) Que reação você teria se algum professor lhe confiasse uma tarefa assim? Como e onde começaria a sua "corrente do bem"?

02) Você concorda que "a ideia mais simples pode mudar o mundo"? Justifique sua resposta:

03) Quais foram as três pessoas que Trevor escolheu para começar a sua corrente e que boa ação ele fez para cada uma delas? 

04) Essas pessoas escolhidas por ele passaram adiante a corrente ou a quebraram? Comente: 

05) Todo mundo esperava um final feliz tradicional, que não ocorreu. Como você interpreta o final do filme? Isso comprova que vale a pena lutar por aquilo em que se acredita ou não? Explique:

06) Há uma parte muito intensa e interessante do filme em que Trevor faz o seguinte comentário sobre a dificuldade de levar adiante a sua corrente:

"Mas é difícil para quem se acostumou com as coisas como elas são. Mesmo que sejam ruins é difícil mudar. Então as pessoas desistem. Quando isso acontece todo mundo sai perdendo. É difícil, não dá para planejar. Você precisa observar mais as pessoas. Ficar de olho nelas e protegê-las. Nem sempre a gente sabe o que precisa. É a grande chance de consertar uma coisa que não seja a sua bicicleta. Dá pra "consertar" uma pessoa".

O que ele quis dizer com tudo isso? Você concorda que é possível "consertar" uma pessoa? Como seria isso? Você já "consertou" alguém? Já foi "consertado(a)" por alguém? O que sentiu?

07) O filme também aborda outros temas, como a INSATISFAÇÃO, e mostra que, mesmo estando insatisfeitas, as pessoas têm dificuldade de mudar. Você acha que isso realmente acontece com uma certa frequência? O que impede tanto a mudança? Como reverter quadros que nem esses? 

08) Por onde você acha que é mais viável começar a mudar: nós mesmos, quem está próximo de nós ou quem está mais distante? Ou acredita, sinceramente, que é melhor cruzar os braços e dizer que não dá para mudar o mundo? Justifique sua resposta:

09) De que parte do filme você mais gostou? Por quê?

10) O que, de um modo geral, você achou do filme? Que lição pôde extrair dele? 

2 comentários:

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!