domingo, 19 de junho de 2011

Um pouquinho de poesia...

Baile no sereno

Cantador canta tristeza,
canta alegria também.
É de sua natureza
cantar o mal e o bem.
Pois ele tem dentro dele
o canto que o canto tem...

Por isso, se o mar secar,
se cobra comprar sapato,
se cachorro virar gato,
se o mudo puder falar,
se a chuva chover pra cima,
se barata for grã-fina,
quando o embaixo for em cima,
cantador vai se calar.

(Ruth Rocha)

01) Transcreva da poesia dois pares de antítese: 

02) Justifique o título da poesia, aproveitando pra criar um outro!
03) Interprete os seguintes versos:
"Cantador canta tristeza,
canta alegria também.
É de sua natureza
cantar o mal e o bem".
04) Na sua opinião, as hipóteses ditas pelo eu lírico na segunda estrofe podem acontecer? Por quê?
05) Segundo o eu lírico quando é que o cantador vai se calar?

06) Em algum ponto da poesia você se identificou? Justifique:

07) O que se pode entender com esses versos: "Pois ele tem dentro dele / o canto que o canto tem"? Explique da melhor maneira possível:

08) É possível substituir o pronome SE dos versos abaixo por outro pronome? Se sim, faça a troca:

09) Crie um desenho para ilustrar a poesia: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!