quarta-feira, 15 de junho de 2011

Análise da música "Samba do Arnesto" (Adoniran Barbosa)

Samba do Arnesto

O Arnesto nos convidô
Prum samba
Ele mora no Brás
Nóis fumos, não encontremos ninguém
Nóis vortemos cuma baita de uma réiva
Da outra veiz
Nóis num vai mais
(o que foi que nóis feiz)
Noutro dia
Encontremos co Arrnesto
Que pediu desculpas
Mais nóis num aceitemos
Isso não se faiz, Arrnesto
Nóis não si importa
Mais você devia
Ter ponhado um recado na porta
Ansim:
Oi turma, num deu pra esperá
Num faiz mar
Aduvido que isso num tem importância
Sabe o que nóis faiz?
O quê?
Nóis num faiz nada
Porque despois que nóis vai
Depois que nóis vorta
O Arnesto nos convidô...
(Adoniram Barbosa e Alocin)


01) Transcreva as palavras ou/e expressões do texto que se encontram em desacordo com o padrão culto da Língua Portuguesa, e, depois, corrija-as conforme as regras da gramática normativa:

02) Qual é a importância da oralidade presente nesta canção? Comente:

03) Mesmo com a presença de termos escritos em desacordo com a norma culta, você diria que é possível entender a mensagem do texto? Justifique sua resposta:

04) De acordo com a leitura que você fez do texto, caracterize o eu-lírico, descrevendo-o física e psicologicamente:

05) Qual é o contexto social em que essa canção foi escrita?

06) Quem são os interlocutores do texto?

07) Que tipo de discurso predomina no texto?

08) Escreva um diálogo entre Arnesto e mais dois amigos dele, alem do eu-lírico presente na canção:

09) Aproveitando a canção, crie um parágrafo dissertativo falando sobre o chamado preconceito linguístico:


10) Que mensagem podemos extrair de tal canção? Explique:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o blog ou sobre esta postagem em especial!!! Vou amar saber o que você pensa!! Muito obrigada pela visita!!! Volte sempre!!!